segunda-feira, 4 de junho de 2012


(...)de mim sei nada, sei muito dessa palha que se chama aparência,

sei nada dessa coisa entranhada do meu ser de dentro (…) 


(...) e a cólera de saber que tudo me possui
e ao mesmo tempo nada,


que nada em mim é permanência, vínculo,
tudo se adere ao circulo, tudo é a mesma linha
que se estende, tudo é tangente, tudo esta colado a mim.


"Dentro de mim, sagrado descontentamento."


[Rútilos, pág 15 e 16- Hilda Hilst]


O livro Rútilos é a reunião de duas obras consagradas de Hilda Hilst: Rútilo Nada e Pequenos discursos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário